Publicado em: 12/04/2018 às 20:26

TCE-PI julga irregulares contas do gestor do Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman

foto: divulgação

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), julgou irregulares as contas do atual gestor do Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman de Esperantina, Davyd Teles Basílio, referente ao exercício financeiro de 2016. O julgamento foi na última terça-feira, 10.

O TCE-PI apontou inúmeras falhas como ausência de licitação na aquisição de medicamentos (R$ 706.470,11), gêneros alimentícios (R$ 218.395,60), material hospitalar (R$ 412.393,87), material de limpeza (R$ 144.309,38), material de expediente (R$ 43.104,90), combustível (R$ 135.294,60), serviços contábeis (R$ 19.800,00), assessoria jurídica (R$ 21.000,00), serviços de implantação de sistemas de segurança (R$ 39.300,00), serviços de implantação e treinamento em sistemas (R$ 34.760,00).

A Primeira Câmara, unânime, concordou parcialmente com a manifestação do Ministério Público de Contas, e julgou pela irregularidade nas contas do gestor e aplicou multa de 2.000 UFR-PI.

O TCE-PI decidiu ainda pela instauração de “Tomada de Contas” a fim de apurar o valor a ser imputado em débito quanto à contratação de clínicas privadas para prestação de serviços médicos de forma contínua, tendo em vista que não foram informados nas prestações de contas os tipos de serviços realizados com as devidas especificações, como, por exemplo, o nome do médico que prestou o serviço, a quantidade de plantões e a carga horária, constando nas notas fiscais e ordens de fornecimento apenas a expressão “serviços médicos” e o valor.

Fonte: Revista AZ

 

Deixe sua mensagem

Portal Rio Longá | Copyright © 2012-2014 | Todos os direitos reservados